Blog 3TC

< Voltar

Uruguai constrói primeira escola pública totalmente sustentável

Vermelho.org.br
03/06/2016 às 12h48
O país construiu a primeira escola 100% sustentável da América Latina.

Imagine uma escola construída totalmente com materiais que estariam no lixo? E neste local, a prioridade é ensinar para as crianças o uso consciente dos recursos naturais. Que tipo de impacto isso vai causar daqui há 15, 20 anos, quando essas crianças forem adultos atuantes na sociedade? Pois este projeto, longe de ser a regra, começa a se tornar realidade no Uruguai, e o primeiro da América Latina.

A escola fica na pequena comunidade de Jaureguiberry, na região costeira do Uruguai, onde vivem cerca de 500 habitantes. Trata-se de um balneário no município de La Floresta, no estado de Canelones.

Para a construção foram utilizados 2 mil pneus, 5 mil garrafas de vidro, 2 mil metros quadrados de papelão e 8 mil latinhas de alumínio. Todos os materiais teriam sido jogados no lixo. Além do uso de materiais reciclados, a escola tem uma horta de produção orgânica de alimentos e sistemas de captação de energia solar e eólica. Cerca de 200 voluntários de 30 países contribuíram com a construção.

O projeto foi apresentado à comunidade em 2014 e desde então os moradores da região fizeram o possível para torna-lo real. O processo de construção durou sete semanas e todos os voluntários aprenderam a essência da construção sustentável, de modo a aplica-lo novamente em outras obras.

Chamada de “Ecoescuela Sustentável”, o local vai atender, a princípio, 45 crianças cuja base de ensino será a valorização do meio ambiente e uma relação mais próxima com a natureza. Há um projeto, porém, para ampliar o número de vagas a fim de atender cem alunos.

O prédio da escola – que possui metodologia de ensino baseada na valorização da natureza e no uso racional de recursos naturais – foi projetado pelo arquiteto norte-americano Michael Reynolds, experiente há 45 anos em construções autossustentáveis em vários países.

Veja imagens da construção sustentável:

Vídeo sobre o projeto: https://www.youtube.com/watch?v=U5DpM6JB7sM